Dinámica natural e transformaçao antrópica das florestas do noroeste Ibérico

Ramil-Rego, P., Gómez-Orellana, L., Muñoz Sobrino, C.,Tereso, J.P. (2011). Diâmica natural e transformaçao antrópica das florestas do noroeste ibérico. In: Tereso JP, Honrado JP, Pinto AT, Rego FC (Eds.): Florestas do Norte de Portugal: História, Ecologia e Desafios de Gestão: 15-54. InBio - Rede de Investigação em Biodiversidade e Biologia Evolutiva. Porto. Portugal. 436 pp.

ISBN: 978-989-97418-1-2.

Resumo: As florestas são o resultado histórico da interação entre a evolução das espécies e das biocenoses, com as dinâmicas climáticas e ambientais globais e regionais. Neste processo o Homem exerceu, inicialmente, um papel semelhante ao dos restantes necrófagos-predadores, convertendo-se depois num fator determinante na sucessão, extinção e manutenção das florestas nativas, assim como na substituição destas por formações artificiais de escassa biodiversidade. No presente trabalho apresenta-se uma síntese desta evolução complexa, analisando os efeitos dos grandes processos climáticos na configuração da paisagem florestal no Terciário e Quaternário no noroeste ibérico, assim como as posteriores interações e perturbações causadas pelas distintas fases culturais humanas, até atingirmos a configuração paisagística atual.
Dinámica natural e transformaçao antrópica das florestas do noroeste Ibérico
 
Voltar